quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Futuro incerto

Já li alguns textos que falavam sobre o alívio, a alegria, o medo e um monte de outras sensações quando a gente começa a chegar ao final de um curso na faculdade. Lia porque tinha curiosidade e porque a sensação me parecia distante demais para que eu pudesse absorver aquelas palavras com intensidade. Hoje escrevo como uma pessoa que sente tudo isso de forma misturada. Formar-se na graduação é tudo o que dizem. É alegria. É comemoração. É choro. É vibração. É a sensação que você é uma pessoa incrível (e é). É respeito. São muitas coisas incríveis que vem com um título desses, mas não é sobre essas coisas incríveis que venho desabafar. É sobre o medo.

Hoje eu me sinto meio perdida. Meio solta no universo. Remando a favor da corrente pra onde ela me levar. Já analisei algumas oportunidades. Escolhi as que quero focar e quando começo a me dedicar a alguma coisa com 70% de certeza do que estou fazendo, boom, tudo muda. Uma oportunidade aparece. Ou a política do Brasil faz você questionar todo o plano que traçou.

Por aqui tem sido difícil. Tem dias que sou só comemorações. Meu coração vibra para a próxima quarta-feira em que irei colar grau e já uso meu anel de formatura como alguém que quer mostrar ao mundo "ei, eu sou engenheira", mas por outro eu me questiono o tempo todo. Eu olho para o meu currículo e pergunto se estou preparada para o que vem pela frente. Se estou preparada para saber usar meu poder de escolha corretamente. Se estou preparada para fechar algumas portas na incerteza de que vou abrir outras.

Hoje comi um pacote de bis inteiro na tentativa de adoçar um pouco minha mente que nas últimas 24h fez questão de disparar a ansiedade.

É. Formar-se é tudo isso.

1999

Um comentário:

  1. dá uma ansiedade,né? já tô pensando na minha formatura daqui alguns anos. td passa tão rápido que a gente nem vê. ei,maneiro o blog. curti!

    ResponderExcluir