quarta-feira, 22 de junho de 2016

DEAR DIARY

Hoje parei pra apreciar o belo dia de primavera e 21ºC pela janela do meu quarto e me dei conta do quanto vou sentir falta de Portugal. Minha passagem já foi oficialmente marcada para voltar para o Brasil dia 16 de julho e embora eu estivesse pulando de alegria e já avisando para minhas amigas e sonhando com meus cachorros e minha gata, fui tomada de uma saudade desse lugar antes do tempo.

A experiência de morar aqui em Coimbra com a minha família foi longe de ser ideal. Muitos problemas vieram à tona com essa mudança e posso dizer pra vocês que fiquei arrasada em todos os sentidos possíveis. Junto a esse baque emocional que tive, enfrentamos um inverno horrível. Arrisco até a dizer que sofri mais aqui do que no inverno alemão pelo simples motivo de que Portugal não é preparado para o inverno. Os lugares são frios e nossa casa tinha apenas dois aquecedores portáteis. o que não servia de nada porque as construções aqui conseguem manter a temperatura dentro de casa mais fria do que a de fora (sério). Por causa desse frio bizarro, desenvolvi uma condição em que os dedos das minhas mãos incharam, ficaram roxos e doloridos e eu sofri MUITO. Ao chegar no Brasil a primeira coisa que eu vou fazer é marcar um médico, possivelmente de coração pra checar o que diabos aconteceu com a minha circulação sanguínea. Isso tudo dá um panorama que a vida não é um mar de rosas mesmo que você mude para um lugar melhor.

Figueira da Foz 

Mas para além dessas experiências ruins e ter lidado com pessoas horríveis e brutas, a chegada (tardia) da primavera trouxe um clima bom pra mim e pra minha família. Desde 2013 eu sei que sou uma pessoa mais havaianas e shorts jeans e vivenciar isso aqui na Europa está sendo uma delícia. O humor das pessoas mudou, o fato de não sentir dor nas juntas foi maravilhoso e o cheiro de flores (apesar de ter me deixado com dor de cabeça nas primeiras semanas) de fato te dá mais energia pra enfrentar o dia que vem pela frente. Nunca na minha vida vi professor liberando aluno pra ir aproveitar o sol e, aparentemente, lagartear é uma modalidade que todo estudante aqui pratica. 

Também viajei um bocadinho nesses dois últimos fins de semana e vi um torneio internacional de wakeboard (que só descobri o que era lá KKKKKKK), presenciei UMA FEIRA CULTURAL (amo/sou), uma feira medieval (<3) e uma feira romana (<3), além de ter passado um fim de semana em uma praia aqui perto. SE ISSO NÃO É VIDA, NÃO SEI O QUE É. 

<3

Rainha morta em tempos de internet

------------------

Acho que vou manter o formato do blog como o da newsletter algumas vezes. O que acham? Sempre gostei de textos que vem com indicações seja lá do que for (vejo todas pois nada melhor que procrastinar as obrigações, né não) e já que eu abandonei de vez esse negócio de ficar mandando e-mail, é uma forma de manter as coisas interessantes e divertidas por aqui. Acho que agora o blog volta mesmo. *FINGERS CROSSED*

Por hoje é só.

3 comentários:

  1. Volta sim, por favor!

    Imagino que o inverno em Portugal seja que nem o de Curitiba, talvez mais frio, mas tão despreparado quanto. Sofremos. Na Noruega também não sofri. Os países mais ao norte sabem se preparar, né nom?

    Também descobri que sou uma pessoa mais verãozinho/primaverinha quando estava na Europa. Antes disso, eu nunca tinha percebido, embora eu sempre fique mais feliz quando tem sol do que quando está tudo nublado.

    A volta é sempre muito dolorida, toda vez que vejo a última foto do meu quarto norueguês antes da mudança, dá umas coisa no coração e tem noites que eu choro de saudades. Mas a vida continua e a gente se adapta. A gente sempre se adapta. Espero que o processo não seja tão doloroso pra você.

    Quanta feira legal! Adoraria algumas por aqui (quando tem algo ~parecido~, é mal divulgado).

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Larie. O seu blog é muito lindo.
    Pude sentir daqui o cheiro das flores.
    Bem vinda de volta ao Brasil. Espero que seja muito feliz aqui.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  3. Acabei de sair do blog da Cacá (a life less ordinary) onde ela escreveu sobre sua viagem a Portugal. Aí abro o seu e BAH, Portugal de novo! Sei não, acho que isso é coisa do divino mandando mensagem, hein, hahahaha

    Mas, sim, realmente mudar pra um lugar "melhor" não significa ter melhora de vida. Apesar de que conheço algumas pessoas que desenvolvem essa condição no frio, então tenta relaxar um pouco porque pode não ser nada de mais - apesar de que é sempre bom ir ao médico checar mesmo, afinal de contas: pode ser algo bobo assim como pode não ser.

    Mas: FEIRAS ♥ Amo/sou. Inclusive, estou mega animada para uma que haverá sábado - feira de vinis e vintages - aqui em Porto Alegre.

    Boa volta pra casa, guria, e usar o blog pra tirar a saudade do peito é o que há!

    ;*

    ResponderExcluir

Meu estágio, minha vida

Há cerca de dois ou três anos eu costumava escrever bastante sobre os sufocos que passava na universidade. Falava muito sobre minhas dúvid...