quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Uma pequena nota sobre dizer tchau ao passado.

Prometi a mim mesma que depois daquela primeira decepção amorosa, eu teria mais amor próprio. Julgava que aquilo tinha servido de lição pro resto da minha vida e que da próxima vez que eu sofresse algo parecido, adotaria uma postura muito mais firme. Menti pra mim, pelo visto, porque eu sou a pessoa mais manteiga derretida que conheço e quando eu gosto, eu gosto e não nego a ninguém e eu me rebaixo mesmo. Porque eu tenho essa mania de por fé em quem não merece, de ficar cega por quem eu gosto de verdade e de não ter nem pudor na hora de amar de verdade. Parece que minha vida é botar a cara a murro, nem tapa é. Mas é isso. Estamos aqui todos os dias pra aprender alguma lição que o Todo Poderoso pretende nos passar.

Eu só quero me afastar disso tudo, quero meu recesso, botar meu pé no mundo e abandonar de corpo e alma isso que me prende. Não tenho obrigação de sofrer desse jeito, falando sério.

7 comentários:

  1. Ai, Larie. É horrível ver você passando por isso. Ninguém merece uma situação dessas, principalmente você. Mas sabe, a gente demora muito pra aprender algumas coisas e várias vezes as pessoas nos fazem esquecer o que foi tão complicado de internalizar. É aquela história meio brega, porém verdadeira, de cair sete vezes e levantar oito.
    Se aquela primeira decepção te fez entender a importância do amor próprio, de repente essa te ensina algo tão valioso quanto. Ou a mesma coisa, de uma forma diferente.
    Se precisar, é só me chamar em alguma dessas redes sociais e estarei aqui.
    Beijo!
    p.s: seu blog é tipo o paraíso das referências queridas.

    ResponderExcluir
  2. Não sofra. É claro que a gente se entrega de corpo e alma. Mas para amar o outro, necessário é nos amarmos antes. E que assim seja.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. tô contigo, não abro mão e também não vejo a hora das minhas férias, porque nunca vi fim de ano tão sofrido quanto esse.
    p.s.: escrevi mais um texto sobre o chris lá no meu blog hehehe
    <3
    (pretendo responder teu email amanha, desculpa a demora)

    ResponderExcluir
  4. Larie, sofro em te ver assim, mas não julgo. Todo mundo já deu a cara a tapa, ja pagou para ver o que ia dar, e todo mundo aprendeu, no fim. Espero que tu aprenda tua lição, seja ela qual for, mas principalmente que fique com o coração em paz.
    Beijo, amiga <3

    ResponderExcluir
  5. Acho que todo mundo está precisando de um recesso - e quem sabe seja uma situação meio universal dos fins de ano, vai chegando perto e vai dando aquela sensação que a gente não agüenta mais, que pelo amor de Deus, algo aconteça e transforme a nossa vida!

    Então é isso, 2014 tá aí, e com ele vão vir todos esses nossos sonhos de renovação. Better days are coming!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  6. Amar não é sofrer. Agora amar e não ser correspondido aí é outra historia. A gente vai amar, vai se iludir, vai se humilhar e talvez perceber que o que pensávamos sentir não era amor, mas sim a falta do mesmo. Na carência de carinho acabamos transmitindo aos outros o que não recebemos e é ai que a gente sofre. Temos que aprender primeiro a nos amar, para depois... amar ao próximo.
    Beijos, Nathy | http://meumundoeaassim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu sei bem o que é passar por isso. Estou atualmente sofrendo muito e espero não passar pelo mesmo novamente. Eu apenas espero conhecer alguém que realmente me faça esquecer tudo que estou vivendo. Desejo o mesmo pra vc!
    Beijos

    ResponderExcluir

Meu estágio, minha vida

Há cerca de dois ou três anos eu costumava escrever bastante sobre os sufocos que passava na universidade. Falava muito sobre minhas dúvid...