quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Daí que eu tenho uma estante de livros

Desde que comecei a ler e comprar livros desenfreadamente, venho almejando uma estante. Sem muitas esperanças de que isso me viria tão cedo, desocupei, há mais ou menos um mês, uma parte do guarda-roupa e arrumei os livros bem bonitinho por lá. Só que os "cacarecos" que estavam nesta parte do meu guarda-roupa acabaram parando na minha poltrona-cabideiro (porque eu nunca sentei nela, só joguei coisas em cima) e a coisa ficou feia.

Ontem, na onda de limpeza que minha mãezoca me propôs a fazer, senti-me perdida quanto aos meus livros. A verdade é que eu não tinha um lugar para eles e tive que colocar todos os cacarecos anteriores de volta, escondendo meus babies. Fiquei terrivelmente decepcionada com tal fato (drama) e pensei em deixar para a próxima essa ideia de ter meus livros organizados e juntos.

Hoje como não tinha mais nenhum trabalho em relação ao meu quarto para executar, enrolei a manhã inteira e depois fui para minha querida fisioterapia de todo dia. E, quando voltei para casa, minha mãe disse que tinha uma surpresa no meu quarto. Eu, má intuitiva que sou, já pensava que ela ia me fazer arrumar mais coisas ou que tinha pilhas e pilhas de lixo para eu ensacar novamente. Só que, ao entrar no meu quarto, meus olhos brilharam. *pausa dramática* Minha mãe havia me arranjado uma estante. Tipo: UMA ESTANTE, MANOLO!!1111

Saí do meu quarto aos pulos - só que não, porque meu tornozelo não me permite tal estripulia - e fiquei igual a pinto no lixo. Sério. Fazia tempo que eu não ficava tão satisfeita com meu quarto como fiquei hoje porque, além da estante, mamãe colocou uma mesa gigantesca (oi, sou espaçosa) e mudou tudo de lugar. Ficou simplesmente perfeito, eu não sabia que meu quarto cabia tanta coisa. Mas o negócio mesmo é que eu tinha uma estante e que agora poderia começar a organizar minha própria biblioteca (meus livros só ocupam a primeira parte dela, mas ok) e isso me deixou tão contente que achei nisto um motivo para escrever um post (eu tenho problemas, bjs). Vocês que têm livros aos montes devem saber como eu me sinto. Enfim.

Passada essa euforia por causa do presente, agora o desafio real é manter o quarto arrumado. Porque, gente, eu tenho um dom maravilhoso de chegar num lugar e transformá-lo num caos que vocês nem sabem...
Vou deixar aqui fotos do antes e do depois do meu templo (?).

antes
depois





6 comentários:

  1. ai que delícia essa foto de emma e dex!

    mas falando sobre a estante, amiga eu sei exatamente o que significa! Eu comprei uma trempos atrás (na verdade, mamy did!) e eu amo de paixão. Mas acho que coloquei um pouco mais peso do que devia e a bichinha tá desmoronando. Uma tristeza!

    Beijoca

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Ei Larie! Obrigada pela visita no blog! Claro que pode chamar de Analu! Adorei o topo do seu blog com Emma e Dex! <3
    E eu super te entendo, eu também queria uma biblioteca! HAHAHA
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. que lindos que eles ficaram na estante,Larie.
    aliás, faz tempo que não venho aqui...saudades -q
    enfim,eu te entendo... meu quarto vive um caos. e além disso, nem tenho muito espaço. estou querendo arranjar uma estante porque a que eu uso é uma hack (nem sei se escreve assim mesmo..). e compreendo essa vontade de ter um canto pros livros. alguns dos meus ficam em cima da mesa do computador...é meio triste. =(

    ResponderExcluir
  5. hahahahaha me super identifiquei, foi a mesma reação que tive quando meus livros saíram do amontoado em que ficavam pra irem pra estante linda que meu pai me deu rs

    obrigada pela visita,
    e realmente, o dex e a em ali em cima estão um charme! haha

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Que legal! Boa sorte com a estante nova. Eu não vejo a hora de ter meu quarto pra ter minhas coisinhas também.
    Besos!
    doceilusao.com

    ResponderExcluir

Meu estágio, minha vida

Há cerca de dois ou três anos eu costumava escrever bastante sobre os sufocos que passava na universidade. Falava muito sobre minhas dúvid...