quinta-feira, 14 de junho de 2012

Valentine's card

Ah, que lástima não poder passar meu dia dos namorados com você, meu bem. Foram dois dias muito intensos, sem gritar por felicidade plena por causa de um descuido de motorista de ônibus. Sei que eu não devia estar reclamando e sim agradecendo a Deus por ter sido tão "leve" o que me aconteceu, mas é difícil. Havia planejado um dia de mimos. Um dia bem à nossa maneira. Bem juntinho, porém, pelo jeito, não era pra ser.

Apesar de eu estar aqui reclamando da má sorte, aprendi um bocado de coisa com esse acontecimento. A dar valor às pessoas que se importam comigo, a não criar tempestade em copo d'água, a parar de reclamar de boca cheia. A verdade é essa: estive sendo estúpida comigo mesma por um bom tempo e agora tenho até vergonha de mim e das minhas fraquezas. Agora, mais do que nunca, estou aprendendo a ser forte. E, veja bem, eu tenho você comigo, o que facilita tudo pra mim. Me sinto amada e feliz e você contribui numa graaande parte pra isso. Eu gosto TANTO de você, benzinho. Queria estar aninhada no seu peito, que nem ontem. Você cuidando de mim e me fazendo sentir como se eu tivesse um pedacinho do céu aqui perto. Você me proporcionou uma ótima tarde e noite dos namorados fora de data e, mesmo que tenha sido pouco tempo, foi suficiente. Porque você é assim pra mim, completamente suficiente. Só você e mais nada. Enquanto você estiver do meu lado, tenho certeza de que vou estar bem e protegida, pois é assim que me sinto quando a gente tá junto.

Obrigada, meu bem. ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meu estágio, minha vida

Há cerca de dois ou três anos eu costumava escrever bastante sobre os sufocos que passava na universidade. Falava muito sobre minhas dúvida...